Hora Certa e Humana

Wilson Relojoeiro informa A hora certa e humana>

sexta-feira, 8 de março de 2013

Homenagem a um excelente profissional e GRANDE homem


Minha Visita a este  grande defensor das grandes marcas SUISSAS.






No último dia 10 de Dezembro de 2012, estive com meu filho Wilsinho em visita a Casa Marcel Kahn na cidade de São Paulo, empresa onde por mais de 60 anos o Sr.Camilo Monte Santo dedicou todos os seus dias. Eu o conheci nos idos de 1967 e nunca soube, ter o Sr.Camilo Monte Santo tirado 30 dias de férias, não porque não pudesse, mas porque aquele trabalho era a sua vida. Ele no meio de todas aquelas peças (raríssimas) sentia-se em casa. Conhecedor insuperável no ramo de fornitura (peças de relógio) conhecia todo e qualquer calibre, e sabia de cor onde estava cada uma e eram dezenas de milhares. Com renome no mercado nacional e conhecido na Suissa, onde pedia peças diretamente às fábricas (às vezes por carta escrita de próprio punho) e as recebia sempre. Quando ninguém tinha determinada peça logo diziam; só no Camilo. Hoje com grande tristeza, sabemos que esta centenária Loja de Peças, está para fechar as portas e com certeza vai ficar uma lacuna muito grande, pois lá com o Sr. Camilo muitos buscavam não só a peça de que precisavam, mas também o conhecimento, a experiência e a amizade de um Grande Mestre. 

2 comentários:

  1. Muito boa sua matéria amigo Wilson, infelizmente venho comunicar que após a morte do senhor Camilo a fornitura ficou sob conta de um "mané" e quero comunicar que a casa Marcel khan fechou definitivamente as portas e toda sua estrutura foi vendida , por uma pessoa que poderia ser um pouco inteligente e ter tocado o negócio.. Fico revoltado a forma que o negócio foi feito e como a falta de inteligencia de algumas pessoas faz com que arrependimentos irreparáveis aconteçam... Que se faça saber que , desde a data de final de julho de 2015 toda a fornitura passou para a fornitura 777 na Rua barão de Paranapiacaba sob domínio do senhor Sérgio Japonês.... Que DEUS nos ajude.... forte abraço

    ResponderExcluir
  2. Muito me entristece saber tais fatos. Desde a década de 70 meu falecido pai, dono de relojoaria por mais de 40 anos, foi cliente da Casa Marcel Kahn e eu, à partir dos 9 anos de idade, atravessava a cidade sozinho para fazer as compras na fornitura do seu Camilo.

    ResponderExcluir

Total de visualizações de página

Seguidores

Entre em contato


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


Arquivo do blog